terça-feira, 3 de julho de 2007

A História: Seu debate e sua atualidade.




O nosso momento histórico é de muita correria, pouco tempo, individualismo (e não individualidade) e, portanto, de pouca valorização da História, pois sempre parece que ela tem aquele velho discurso de nomes, datas e eventos. No atual contexto com a transitoriedade presente, cabe perguntar: Para que serve a História? Será que ela limita-se ao mero estudo do passado e que não traz mais nenhuma contribuição?
Ao meu ver não. A História fortalece o que chamamos de memória coletiva, cria laços de afinidade, identifica mudanças e permanências, continuidades e descontinuidades, semelhanças e diferenças nos processos de construção social.
Ela estuda experiências humanas e sociais, que, portanto, são sempre atuais e pertinentes uma vez que crescemos também por via da experiência. Sua presença é inegável, mesmo que alguns não a percebam. Além disso, novas tendências são desenvolvidas, outros aspectos e abordagens históricas surgem. Sem contar que entender o que nos rodeia fica muito difícil sem o auxílio da História.E você o que diz?






  1. A História é apenas uma disciplina chata da Escola.



  2. A História é importante mas, não sei como.



  3. A História é legal, pois mostra muitas curiosidades.



  4. A História é significativa, pois ajuda a ler melhor o mundo em tempos de "Globalização".
Qual destas é a sua escolha? Opine.

3 comentários:

Luiz Felipe Feitosa disse...

* A História é significativa, pois ajuda a ler melhor o mundo em tempos de "Globalização".

Acho que a historia é bem mais ampla, pois ela enquadra o passado registrando o presente e guia o nosso futuro.

Aquele que percebe a essência da historia entende a vida.

=]

jose gilvan da silva disse...

Acho que historia serve para melhorar nosso presente é futuro para não aqui nas artimaia da vida!

Antonio Manuel da Silva Jr. disse...

Como professor de História tenho que comentar também sobre essa visão que muita gente tem sobre a nossa querida disciplina. Temos uma dificuldade imensa em valorizar essa disciplina, os alunos tem dificuldade de ver como ela é importante. Eu de alguma forma tento trazer para a realidade, fazendo brincadeiras durante as aulas e além de tudo fazer com que a (con)ciência entre nessas cabecinhas que muitas vezes estão em outro mundo.